avesdeportugal.info
© avesdeportugal.info - Todos os direitos reservados.
Pilrito-das-praias
Calidris alba
Esta limícola de pequenas dimensões pode ser facilmente observada na maioria das
praias do nosso território, alimentando-se junto à rebentação. É um dos pilritos
mais familiares da nossa avifauna.
Abundância e calendário
Estamos na presença de uma limícola comum e localmente abundante, quase
exclusivamente de zonas costeiras. Também pode ser encontrada mais para o
interior, nomeadamente nos grandes estuários ou em salinas. Embora possa
ocorrer durante todo o ano, o melhor calendário de observação prende-se com as
épocas de passagem e invernada, sobretudo entre Setembro e Março.
Identificação
Pilrito de média dimensão e quase totalmente branco na plumagem de Inverno. É
frequente vê-lo junto à rebentação do mar na areia das praias, ou em rochas onde
existam poças de água. O pilrito-das-praias apresenta uma tonalidade geral pálida
só interrompida pelo bico e patas pretas, e pelas penas centrais da cauda. É
ligeiramente mais pálido nas partes inferiores do corpo que nas superiores.
Apresenta uma pequena mancha preta na alula, visível quando a asa está fechada.
Durante a passagem primaveril são por vezes visíveis alguns indivíduos em muda
para a plumagem nupcial, exibindo um tom alaranjado. Trata-se de uma limícola das
dimensões do
pilrito-comum, no entanto apresenta um bico e uma cabeça mais
compactos, o que lhe confere um ar atarracado.
Onde observar

Ocorre um pouco por todo o litoral, em zonas arenosas e de rochas baixas.

Entre Douro e Minho o litoral de Esposende, junto ao estuário do
Cávado, é um dos melhores locais da região para ver este pilrito, que
pode igualmente ser visto no estuário do Douro e no estuário do Lima.

Litoral centro  o pilrito-das-praias pode ser visto na zona arenosa das
Dunas de São Jacinto, nas praias de Mira e na baía de São Martinho do
Porto. Já foi igualmente observado na barrinha de Esmoriz e no porto de
Peniche.

Lisboa e vale do Tejoas praias da costa do Estoril são habitualmente
frequentadas por pequenos bandos deste pilrito. Também pode ser visto
a sul do rio Tejo, nomeadamente nas praias da Costa de Caparica e na
barra da lagoa de Albufeira.

Alentejo o estuário do Sado, a vizinha praia da Comporta e, mais para
sul, a zona de Vila Nova de Milfontes, junto ao estuário do Mira, são
alguns dos locais onde o pilrito-das-praias é frequente.

Algarve na costa sul está presente na zona costeira da ria Formosa, na
lagoa dos Salgados, no estuário do Arade e na ria de Alvor, entre outros
locais. Na costa ocidental observa-se com regularidade na Carrapateira.
Fatbirder's Top 1000 Birding Websites
Estatuto de conservação em Portugal:

Pouco preocupante