avesdeportugal.info
© avesdeportugal.info - Todos os direitos reservados.
Seixoeira
Calidris canutus
A observação de um bando de seixoeiras envergando a sua bonita plumagem
nupcial cor-de-laranja é uma das imagens típicas da migração primaveril.
Identificação
Grande pilrito, de aspecto rechonchudo e compacto. Caracteriza-se pelo bico fino e
pelas patas esverdeadas. A plumagem de Inverno é essencialmente acinzentada,
mas na Primavera os adultos adquirem um tom cor-de-laranja, semelhante ao do
pilrito-de-bico-comprido.

Abundância e calendário
A seixoeira é pouco comum em Portugal e muitas das observações dizem respeito a
indivíduos isolados ou a bandos de pequena dimensão, frequentemente em
associação com outros pilritos. A espécie ocorre no nosso país como migradora de
passagem e invernante. Geralmente é pouco numerosa, mas em certos anos podem
ser vistos bandos com muitas centenas, especialmente na passagem migratória
primaveril, com as maiores concentrações a registarem-se na primeira quinzena de
Maio. Os habitats de ocorrência desta espécie são os estuários (nas passagens) e
as praias rochosas (no Inverno).
Onde observar

Lisboa e Vale do Tejo na passagem primaveril pode ser vista em bons
números no estuário do Tejo (particularmente no sítio das Hortas); no
Inverno é escassa e ocorre principalmente na costa do Estoril e na zona
da Ericeira.

Alentejoo estuário do Sado é o principal local de ocorrência na região,
sendo a espécie bastante numerosa na passagem pré-nupcial; também a
lagoa de Santo André constitui um bom local de observação.

Algarveobserva-se nas principais zonas húmidas da região, com
destaque para a ria Formosa e a ria de Alvor. Por vezes aparece junto à
Quinta do Lago.
Fatbirder's Top 1000 Birding Websites
Estatuto de conservação em Portugal:

Vulnerável