avesdeportugal.info
© avesdeportugal.info - Todos os direitos reservados.
Ógea
Falco subbuteo
Identificação
Pequeno falcão, de tons escuros, cauda longa e asas longas e muito pontiagudas.
As partes superiores das asas e do dorso são cor de ardósia, ao passo que as
partes inferiores são claras. O peito é riscado e no ventre tem uma mancha
avermelhada que apenas é visível a pequena distância. A face é branca
apresentando um bigode preto, que faz lembrar o padrão do
falcão-peregrino.
Abundância e calendário
A ógea é uma ave estival em Portugal, que pode ser vista desde finais de Abril até
Setembro ou Outubro. Distribui-se de norte a sul do país, mas de uma forma geral
é uma espécie pouco comum, que ocorre em densidades baixas. Frequenta meios
florestais, o que dificulta a sua detecção e acentua a impressão de escassez.
Onde observar

Não é muito fácil observar este falcão, devido à sua relativa escassez e aos
seus hábitos discretos.

Entre Douro e Minho – aparece ocasionalmente junto ao estuário do
Minho, bem como na serra do Gerês, na serra de Arga e nas serras de
Fafe.

Trás-os-Montesmuito escasso na região, tem sido registado com
alguma regularidade no Douro Internacional, podendo também ser visto
na zona de Chaves e na serra do Alvão.

Litoral centro –  observa-se por vezes na zona do Baixo Mondego (por
exemplo junto ao paul da Madriz) e na serra de Aire. Também aparece na
zona de Salreu (Estarreja) e no paul de Tornada.

Beira interior – a Beira Alta é talvez a melhor região do país para
observar esta espécie, nomeadamente as zonas de Riba Côa, Sabugal e
Celorico da Beira e ainda a albufeira de Vilar; mais para sul, pode por
vezes ser observado nas Portas de Ródão.

Lisboa e Vale do Tejoo paul do Boquilobo é um dos locais com maior
número de registos desta espécie, que também aparece na zona de
Tomar.

Alentejo de uma forma geral é raro em todo o Alentejo, os locais onde
tem sido observado com alguma regularidade, ainda que em números
reduzidos, incluem a lagoa de Santo André e a zona de Castelo de Vide.

Algarve ocorre principalmente durante a passagem migratória outonal,
sendo o cabo de São Vicente o local onde é avistado com mais frequência.
À primeira vista, este pequeno falcão pode
fazer lembrar um andorinhão gigante. O
seu voo de caça mostra bem a agilidade
desta pequena ave de presa.
Sabe quando chegam
as primeiras ógeas?
Veja as datas
aqui
Fatbirder's Top 1000 Birding Websites
..
.
Clique na seta para ouvir as vocalizações da ógea!
...
Identificação
de falcões

Em Portugal ocorrem
regularmente seis
espécies de falcões.

A identificação destas
pequenas rapinas
nem sempre é fácil,
uma vez que algumas
espécies são
bastante parecidas.

Para ficar a conhecer
melhor as várias
espécies de falcões,
clique na seta ao lado
e veja a nossa
apresentação!
Estatuto de conservação em Portugal:

Vulnerável