avesdeportugal.info
© avesdeportugal.info - Todos os direitos reservados. Desenvolvido por CiberAjuda.com
Papagaio-do-mar
Fratercula arctica
Esta ave marinha tem o bico mais colorido da nossa avifauna.

Identificação
Quando observado de perto, o seu bico triangular grosso e
colorido, com tons de amarelo e vermelho, é a característica
mais diagnosticante deste alcídeo. O seu corpo pequeno,
rechonchudo, e o padrão preto e branco (tal como os
restantes alcídeos) permitem separá-lo das
tordas-mergulheiras e dos airos, assim como o padrão
escuro na parte inferior das asas. O seu voo é muito rápido e
linear, perto da superfície da água, podendo ser observadas
«escolas» de algumas unidades até dezenas destas aves, ou
seja, formações alinhadas.
Abundância e calendário
Dado ser o alcídeo mais pequeno, pode facilmente passar despercebido sobretudo porque ocorre a alguma
distância da costa. No entanto, quando em passagem migratória pode ser observado em grandes
quantidades com mais de 1000 aves por hora. Inverna nas águas costeiras do nosso território, sendo mais
comum a sul e junto à costa algarvia, que a norte. Em passagem, pode ser encontrado ao longo de toda a
costa portuguesa continental. Ocorre entre Outubro e Abril, sendo estes extremos temporais as melhores
alturas para observar a passagem do papagaio-do-mar.
Onde observar

O papagaio-do-mar é difícil de ser detectado a partir de terra firme devido ao seu reduzido
tamanho e grande velocidade a que voa, sendo mais fácil procurá-lo em saídas pelágicas.

Entre Douro e Minho – existem observações documentadas feitas a partir do litoral de
Esposende e da foz do Cávado.

Litoral centro poderá ser localizado a partir de locais como a praia da Torreira, o cabo
Mondego ou o cabo Carvoeiro.

Lisboa e Vale do Tejo existem registos feitos a partir do cabo Raso e do cabo Espichel,
embora neste último local a espécie seja mais escassamente observada.

Algarveos melhores locais de observação situam-se na ponta da Atalaia-Aljezur, no
cabo de São Vicente e na ponta da Atalaia-Sagres, locais estes onde esta espécie tem
sido referenciada por diversas vezes durante o período de passagem outonal.
Fatbirder's Top 1000 Birding Websites
Estatuto de conservação em Portugal:

Pouco preocupante