avesdeportugal.info
© avesdeportugal.info - Todos os direitos reservados.
Gaivina-de-bico-preto
Gelochelidon nilotica *
Trata-se de uma andorinha-do-mar ou gaivina de bico preto e espesso, mais
semelhante a uma pequena gaivota que às suas congéneres.
Identificação
Encontramos nesta espécie algumas características que a distinguem das restantes
gaivinas, sobretudo o seu maior tamanho, o bico mais grosso e escuro e o barrete
negro típico deste grupo a estender-se até à base da nuca. As asas, sendo mais
largas, ajudam à distinção desta espécie, nomeadamente pelo tipo de voo, mais
pausado e ondulado. Esta é uma gaivina que não mergulha para capturar presas,
procurando insectos junto à superfície da água ou sobre a vegetação circundante.

Abundância e calendário
A gaivina-de-bico-preto é uma ave pouco comum entre nós, podendo contudo ser
localmente comum.
A sua distribuição está maioritariamente associada a águas interiores amplas, bem
como a arrozais alagados junto aos grandes estuários. Ocorre em Portugal
sobretudo entre Maio e Setembro.
Onde observar

Mais comum na metade sul, os registos desta gaivina na porção norte do
território são escassos.

Litoral Centrode ocorrência bastante rara nesta região, conhecem-se
observações feitas na lagoa de Óbidos e na zona de Estarreja-Salreu.

Lisboa e Vale do Tejoa gaivina-de-bico-preto ocorre nos arrozais da
Giganta (Ponta da Erva), estuário do Tejo, particularmente durante as
concentrações pós-nupciais que se dão durante o Verão.

Alentejoos melhores locais de observação situam-se na albufeira do
Caia, na albufeira do Alqueva, na albufeira do Roxo, na herdade do
Esporão, na planície de Évora e nos açudes da planície de Castro Verde. A
espécie também ocorre na lagoa dos Patos, na lagoa de Santo André, e,
em menor escala, no estuário do Sado.

Algarveembora pouco comum nesta região, ocorre regularmente na
reserva de Castro Marim e na lagoa dos Salgados. Também pode ser vista
na ria de Alvor, mas mais raramente.
Fatbirder's Top 1000 Birding Websites
* - Nota taxonómica - em muitos guias de campo esta espécie surge com o nome
Sterna nilotica. A alteração de género para Gelochelidon decorre das
recomendações emitidas pelo IOC e que estão disponíveis para consulta
aqui. É de
referir que nem todas as autoridades consideram esta alteração de nome.
Estatuto de conservação em Portugal:

Em perigo