avesdeportugal.info
© avesdeportugal.info - Todos os direitos reservados. Desenvolvido por CiberAjuda.com
Painho-casquilho
Oceanites oceanicus
Apenas a proximidade permite observar a coloração existente nas patas desta pequena ave marinha.
Podem aglomerar-se em grandes concentrações, sobretudo na passagem migratória.
Identificação
Englobado no grupo das aves marinhas de pequenas dimensões, tal como os restantes painhos, esta é
também uma espécie de difícil observação a partir de terra. Diferencia-se dos restantes Hydrobatidae (o
grupo taxonómico que engloba todos os painhos que ocorrem nas nossas águas) pela projecção das patas
para além da cauda. Caso a observação seja feita de bastante perto, o que só deverá ser possível  em
saídas pelágicas, é possível verificar os tons de amarelo existentes nas membranas interdigitais, e que é
outras das características desta espécie. Paralelamente, as menores dimensões relativamente ao roquinho
e ao
painho-de-cauda-forcada excluem estas duas espécies e fazem reduzir o leque de hipóteses apenas
para dois: o painho-casquilho e o
painho-de-cauda-quadrada (confrontar com este último). Aquando do
período de migração, o painho-casquilho pode ser observado em bandos de dimensões apreciáveis, por
vezes mesmo na casa das centenas. Este painho acorre frequentemente a embarcações de pesca que
estejam em actividade.

Abundância e calendário
Como dito acima, podem ser observados em grande número, mas estas são situações pontuais e raras.
Embora o painho-casquilho seja comum na época de passagem outonal, entre Agosto e finais de Outubro,
raramente se aproxima de terra.
Onde observar

Tal como no caso de muitas outras aves marinhas, a melhor forma de observar o painho-
casquilho é recorrendo a saídas pelágicas, sendo bastante raras as observações feitas a partir
de terra.

Litoral centro existem registos desta espécie feitos a partir das Berlengas e do cabo
Carvoeiro. Também já foi detectada a partir da praia do Furadouro.

Lisboa e Vale do Tejoas maiores probabilidades de observação centram-se no cabo
Raso.

Algarvenesta região já foi detectada frente ao cabo de Sao Vicente e à ponta da Atalaia-
Aljezur.
Fatbirder's Top 1000 Birding Websites