avesdeportugal.info
© avesdeportugal.info - Todos os direitos reservados. Desenvolvido por CiberAjuda.com
Chasco-cinzento
ou Chasco-do-monte
Oenanthe oenanthe
O chasco-cinzento é um dos migradores de passagem mais conhecidos. Contudo, vale a pena procurar os
machos nupciais nas zonas de reprodução, para poder observar as cores da sua plumagem de Verão.
Fatbirder's Top 1000 Birding Websites
.
Clique na seta para ouvir o canto do chasco-cinzento!
Onde observar

Os machos em plumagem nupcial podem ser observados apenas nas zonas de reprodução. Quando em passagem
migratória, este chasco aparece por todo o território.

Entre Douro e Minho - durante a passagem migratória outonal observa-se com regularidade no estuário do Douro.

Trás-os-MontesAs serras do Marão, do Alvão, do Gerês, do Larouco e da Coroa e a zona de Miranda do Douro são
alguns dos locais para ver esta espécie.

Beira interior - O melhor local é, sem dúvida, o planalto central da serra da Estrela, onde a espécie é muito comum.
Outros locais onde a espécie nidifica e pode ser observada com regularidade incluem: o planalto de Vilar Formoso e a
região do Sabugal.

Lisboa e Vale do Tejo Algumas das zonas onde é mais comum e fácil de observar são o estuário do Tejo (lezirias da
Ponta da Erva) e o cabo Espichel.

Alentejo Observa-se apenas durante a passagem migratória, sendo visto regularmente no estuário do Sado e
ocasionalmente nas regiões do interior.

AlgarveDurante a passagem migratória outonal, o chasco-cinzento pode ser visto com facilidade na ria de Alvor e no
cabo de São Vicente.
Os primeiros chascos chegam geralmente às zonas de reprodução
no início de Abril e estão presentes até ao final do Verão. Nestas
zonas de criação, o chasco-cinzento é geralmente uma espécie
pouco abundante (excepto nas zonas mais altas da
serra da
Estrela, onde é muito comum). Adicionalmente, este pequeno
turdídeo ocorre como migrador de passagem em quase todo o
país, ocorrendo então nas terras baixas junto à costa e também no
interior sul, principalmente de meados de Agosto até princípios de
Novembro. Como migrador de passagem a sua abundância é
muito variável, mas pode ser numeroso em certos dias dos meses
de Setembro e Outubro. É especialmente abundante em
descampados.
Identificação
O macho adulto tem o dorso cinzento, a máscara
preta e a cauda branca com um característico T preto.
A fêmea adulta e o macho em plumagem de Outono
são acastanhados, mas o característico T preto no
final da cauda branca facilita a identificação.

Abundância e calendário
Este chasco é um visitante estival às terras altas do
norte e centro do território, mas nidifica quase
unicamente acima da cota dos 800 metros.
Sabe quando chegam
os primeiros chascos-cinzentos?
Veja as datas
aqui