avesdeportugal.info
© avesdeportugal.info - Todos os direitos reservados. Desenvolvido por CiberAjuda.com
Pardal-montês
Passer montanus
Este pequeno mas simpático granívoro é uma ave discreta que passa facilmente despercebida, sendo
muitas vezes menosprezado pelo simples facto de ser um pardal.
Abundância e calendário
De uma forma geral o pardal-montês é pouco comum, embora
não possa ser considerado raro. Frequenta principalmente
meios rurais, mas pode ocorrer em pequenas aldeias. Constrói
os seus ninhos em buracos, tanto de árvores como de edifícios.
É mais comum na metade norte que no sul do país.
Onde observar

As zonas rurais do norte e do centro do território são os melhores locais para procurar este pardal.

Entre Douro e Minhoobserva-se no estuário do Minho e nas serras de Fafe.

Trás-os-Montespode ser observado na serra da Coroa e na serra do Alvão, entre outros locais.

Litoral centro razoavelmente frequente nas zonas rurais desta região, tem sido observado com regularidade no
estuário do Mondego. Ocorre igualmente nos campos junto a São Martinho do Porto.

Beira interioras aldeias da região do Sabugal são um bom local para procurar o pardal-montês, que também ocorre
junto à albufeira de Vilar.

Lisboa e vale do Tejo pode ser observado no paul do Boquilobo, onde é razoavelmente comum; ocorre na zona de
Pancas (zona do estuário do Tejo) e em Cheleiros, podendo também ser visto com regularidade no cabo Espichel
durante o mês de Novembro.

Alentejoocorre um pouco por toda a região, mas aparece geralmente em densidades baixas e pode ser difícil de
encontrar; um dos locais onde pode ser visto com relativa facilidade é a zona de Marvão, bem como a vizinha serra de
São Mamede; também tem sido observado junto ao estuário do Sado.

Algarveé talvez a região onde o pardal-montês é mais escasso, pode ser visto por exemplo na ria de Alvor e na Quinta
da Vala.
Fatbirder's Top 1000 Birding Websites
.
Clique na seta para ouvir as vocalizações do pardal-montês!
Identificação
Parece uma versão reduzida do pardal-comum, ao qual se associa frequentemente, podendo formar
bandos mistos. Distingue-se principalmente pelo barrete totalmente castanho e pela mancha preta na face.
O babete preto é menos extenso que o do
pardal-comum.
..
...
Identificação
de pardais


Em Portugal ocorrem
regularmente quatro
espécies de pardais,
no entanto a sua
identificação nem
sempre é facil.

Veja a nossa
apresentação e
fique a conhecer
um pouco melhor as
diferenças entre as
várias espécies!