avesdeportugal.info
© avesdeportugal.info - Todos os direitos reservados. Desenvolvido por CiberAjuda.com
Bútio-vespeiro
Pernis apivorus
Pouco notada durante a época de reprodução, esta ave de rapina torna-se mais visível durante a passagem
outonal, podendo aglomerar-se em bandos de algumas dezenas.
Identificação
O bútio-vespeiro é uma ave de rapina de hábitos bastante discretos, de dimensão média-grande, um pouco
maior que a mais comum
águia-d’asa-redonda. Relativamente a esta última espécie, as semelhanças são
bastantes, diferindo na maior projecção da cabeça quando em voo, asas um pouco mais largas, e na
existência de grossas barras transversais intermédias na cauda. Pode ocorrer numa grande variedade de
colorações, desde os indivíduos quase pretos, a aves de tonalidade bastante clara, apresentando no
entanto, em todos os casos, o mesmo padrão cinzento na cabeça, barras no peito e nas asas e, no caso
dos indivíduos mais claros, os característicos “punhos” pretos.

Abundância e calendário
Trata-se de uma ave de rapina pouco comum. É um nidificante estival que chega bastante tarde, pelo que as
melhores épocas para a observar vão de Maio a Setembro ou início de Outubro. Durante a primeira metade
da época, a espécie restringe-se às áreas de reprodução, ocorrendo sobretudo em zonas florestais, por
vezes em confluência com áreas mais abertas, sendo contudo algo difícil de observar devido à sua
escassez e aos seus hábitos secretivos. Após o mês de Agosto, a espécie inicia a migração outonal,
tornando-se mais fácil a sua localização e observação, principalmente no Algarve. Encontra-se mais bem
distribuída pelo norte e pelo interior do que pelo sul.
Onde observar

Trás-os-Montesuma das melhores regiões para a observação desta rapina, sobretudo
durante a época de reprodução, onde a sua presença é registada sobretudo nas serras
do Gerês, do Larouco e de Montesinho. Também se observa na serra do Alvão.

Beira interioré uma espécie que pode ser observada na serra da Malcata, na serra da
Estrela, no Pinhal Interior Sul, nomeadamente na região de Proença-a-Nova e Sertã,
assim como na zona do Sabugal.

Lisboa e Vale do Tejoembora raramente, alguns indivíduos em passagem são
observados no estuário do Tejo.

Alentejo está presente nos montados de São Cristóvão, e nas zonas de Montargil e Nisa.

Algarve é muito escasso como nidificante, mas no final do Verão e inicio do Outono, o
bútio-vespeiro pode ser observado com regularidade junto a Sagres e ao Cabo de São
Vicente, assim como nas regiões circundantes, como o Barão de S. João.
Sabe quando chegam
os primeiros bútios-vespeiros?
Veja as datas
aqui
Fatbirder's Top 1000 Birding Websites