avesdeportugal.info
© avesdeportugal.info - Todos os direitos reservados. Desenvolvido por CiberAjuda.com
Felosa-ibérica
Phylloscopus ibericus
Outrora encarada como uma subespécie da felosa-comum, a felosa-ibérica é hoje considerada uma
espécie distinta.
Abundância e calendário
Bastante comum na metade litoral, a felosa-ibérica distribui-se de
galerias ripícolas bem desenvolvidas.
É estival, observando-se sobretudo de meados de Fevereiro a
meados de Setembro. Durante o mês de Março não é raro ouvir-se
a felosa-ibérica e a felosa-comum a cantar em simultâneo.
Onde observar
As galerias de salgueiros no litoral centro e sul são um dos melhores locais para procurar esta
pequena ave.

Entre Douro e Minhoesta felosa é razoavelmente comum na serra da Peneda. Também
pode ser observada nas lagoas de Bertiandos.

Trás-os-Montespode ser observada nas serras do Larouco, do Alvão e da Coroa e
também na zona de Chaves.

Litoral centro é bastante frequente nos salgueirais da ria de Aveiro; também ocorre na
serra de Aire.

Beira interiorpouco abundante nesta região, pode ser vista com regularidade na serra
da Estrela e na zona de Celorico da Beira.

Lisboa e vale do Tejomuito comum na serra da Arrábida e nas ribeiras da zona de
Coruche. Também ocorre na lagoa de Albufeira, no paul do Boquilobo e na serra de
Montejunto.

Alentejodistribui-se principalmente pela metade litoral, sendo frequente no estuário do
Sado, na ribeira do Divor, na zona de Montargil e na região de Odemira. Mais para o
interior, pode ainda ver-se junto à barragem do Maranhão.

Algarveas serras de Monchique e do Espinhaço de Cão são dois dos melhores locais
para observar esta felosa na época reprodutora; a espécia também se observa na serra
do Caldeirão e na Boca do Rio; durante as passagens migratórias aparece na ria de Alvor.
Identificação
Pequena ave insectívora de cor verde, do mesmo tamanho que a felosa-comum, à qual se assemelha. O
bico é fino e as patas são escuras. A felosa-ibérica identifica-se principalmente pelo seu canto e também
pelo seu chamamento monossilábico descendente.
Fatbirder's Top 1000 Birding Websites
Sabe quando chegam
as primeiras felosas-ibéricas?
Veja as datas
aqui