avesdeportugal.info
© avesdeportugal.info - Todos os direitos reservados. Desenvolvido por CiberAjuda.com
Cabo da Roca
Visita:
A localidade de
Azóia, situada pouco depois do cruzamento, tem geralmente rola-turca e melro-preto. A
estrada segue depois por entre terrenos incultos e geralmente descobertos, que são frequentados pelo
peneireiro-vulgar e, no Verão, pelo andorinhão-preto e pela andorinha-dos-beirais. Por vezes também se
observa aqui o
andorinhão-real.
Por fim chega-se ao
Cabo da Roca. Aqui deve estacionar-se o veículo e percorrer a pé as zonas
circundantes. Junto ao cruzeiro que assinala o local, existe um miradouro, a partir de onde é possível
observar os rochedos. A
gaivota-argêntea é geralmente a espécie mais numerosa, podendo ser vista a voar
junto às falésias. No entanto, vale a pena prospectar as escarpas com atenção, pois o
falcão-peregrino
aparece regularmente nesta zona. O
corvo-marinho-de-crista pode ser visto pousado nos ilhéus ou a voar
junto à base das escarpas.
Nos terrenos circundantes são frequentados por alguns passeriformes, dos quais os mais comuns são o
cartaxo, o pardal-comum e o pintarroxo.
Melhor época: todo o ano

Distrito: Lisboa
Concelho: Cascais
Onde fica:cerca de 15 km a noroeste de Cascais e pouco mais de 10 km a oeste de Sintra; o acesso a partir
de ambas as vilas é feito pela N247; ao km 87,5 deve tomar-se a N247-4 que conduz ao Cabo da Roca.


Caso pretenda conhecer outros locais para observar aves nesta região, sugerimos:
Por ser o ponto mais ocidental da Europa, o Cabo da Roca é
actualmente um local muito procurado por turistas, oriundos dos
quatro cantos do mundo, que ali acorrem para obter o respectivo
“diploma”. Este lugar agreste, batido pelo vento, é relativamente pobre
em aves, mas aqui é possível observar algumas aves interessantes.
Fatbirder's Top 1000 Birding Websites