avesdeportugal.info
© avesdeportugal.info - Todos os direitos reservados. Desenvolvido por CiberAjuda.com
Estuário do Mondego
Em frente à cidade da Figueira da Foz, o estuário do rio
Mondego constitui um dos principais centros salineiros em
Portugal que ainda se encontram em actividade. É também
um dos melhores locais de observação de limícolas na
região centro do país.
Visita:
O local de maior interesse ornitológico é a
ilha da Morraceira. Esta ilha fica no meio do estuário e é
composta principalmente por sapais e salinas, muitas das quais ainda se encontram em actividade. Esta
ilha, que pode ser acedida a partir da ponte sobre o rio Mondego, é percorrida por uma estreita estrada
asfaltada, a partir da qual derivam alguns caminhos. Muitas aves podem ser vistas a partir do carro. Entre as
aves de maior porte que frequentam este local destacam-se os
flamingos (que frequentemente excedem a
centena), as
garças-brancas-pequenas e as garças-reais. Contudo, são as limícolas que mais contribuem
para a riqueza ornitológica deste local, particularmente durante os períodos de passagem migratória. Estas
aves frequentam o estuário durante a maré-baixa e refugiam-se nas salinas quando a maré sobe. Na época
de nidificação a diversidade é mais reduzida, destacando-se o
pernilongo e o
borrelho-de-coleira-interrompida.
Melhor época: todo o ano

Distrito: Coimbra
Concelho: Figueira da Foz
Onde fica: Junto à cidade da Figueira da Foz. O acesso a partir de Coimbra é feito pela auto-estrada A14, a
partir de Leiria ou Aveiro pela auto-estrada A8 e A17. Do lado sul da ponte do Mondego é possível aceder à
ilha da Morraceira.


Caso pretenda conhecer outros locais para observar aves nesta região, sugerimos:
A ilha da Morraceira é utilizada por diversas espécies de aves aquáticas como refúgio de preia-mar
Na ilha da Morraceira ainda se pratica a extracção de sal
No lado sul do rio situa-se a Gala. A partir daqui é possivel obter boas vistas sobre o estuário. Uma visita na
maré-baixa permitirá observar grandes números de aves aquáticas, particularmente gaivotas, que aqui se
concentram em bandos de dimensão considerável. Outras espécies que aqui ocorrem incluem a
garça-branca-pequena, o borrelho-grande-de-coleira e o borrelho-de-coleira-interrompida.
Nas zonas envolventes ocorrem por vezes bandos de
estorninhos-pretos, aos quais se associa, no Inverno,
o
estorninho-malhado.
A foz do Mondego e um local de ocorrencia da
rola-do-mar.
O estuário do
Mondego é um
Sítio Ramsar.

Para saber mais
clique
aqui.
Fatbirder's Top 1000 Birding Websites