avesdeportugal.info
© avesdeportugal.info - Todos os direitos reservados. Desenvolvido por CiberAjuda.com
Salgados do Fialho
Em pleno Parque Natural da Ria Formosa, a zona da por Salgados do
Fialho (ou Salgados de Faro) estende-se para nascente de Faro, na
direcção de Olhão.
A zona mais interessante é a chamada "ETAR de Faro nascente", que
geralmente atrai muitas aves aquáticas, mas os terrenos envolventes
também são interessantes.
Vista parcial da ETAR de Faro nascente. Este local atrai geralmente um grande número de aves aquáticas.
Visita:
A ETAR constitui a area principal deste local e a melhor forma de a visitar consiste em fazer contorná-la.
NOTA: Actualmente (Setembro de 2015) o acesso a este local encontra-se condicionado, pelo que é
conveniente obter autorização prévia para o visitar.

Sugere-se que o percurso seja feito no sentido contrário ao dos ponteiros do relógio.

Logo após o edifício inicial, surgem do lado direito dois tanques de lamas, que são habitualmente
frequentados por limícolas. O número e a diversidade de aves varia ao longo do ano, mas é habitual ver aqui
o
combatente, o maçarico-das-rochas e o pernilongo, entre outras espécies.

Logo após estes tanques, vira-se à esquerda, contornando assim o tanque principal pelo lado poente. Este
tanque tem habitualmente um grande número de gaivotas, mas em certas épocas do ano também
aparecem aqui
gaivinas-pretas e íbis-pretas. Em termos de limícolas as margens do tanque também
costumam ser apreciadas por algumas espécies, nomeadamente a
narceja-comum e, nas passagens, o
maçarico-bastardo. Do lado direito do percurso, já fora da ETAR, há vários tanques de antigas salinas
(vedados) que costumam ter
patos-brancos, flamingos e colhereiros. No Inverno vê-se aqui o arrabio.

Entretanto chega-se ao segundo tanque (o que fica mais a sul), que geralmente tem um grande número de
patos, especialmente no Outono e no Inverno. As espécies mais frequentes neste local são a
piadeira, a
frisada e o pato-trombeteiro, mas também é habitual ver-se o pato-de-bico-vermelho. Outras aves que aqui
ocorrem habitualmente são o
corvo-marinho-de-faces-brancas e o galeirão-comum. Na Primavera este local
é frequentado pela
perdiz-do-mar e pela andorinha-do-mar-anã.

Chegando ao final do segundo tanque vale a pena prospectar os terrenos que se estendem para sul - são
frequentados pelo
tartaranhão-dos-pauis e pelo alcaravão.

O percurso de regresso é feito pelo lado nascente - para além das aves aquáticas presentes nos tanques,
convirá também ir olhando para os terrenos e as sebes do lado direito, onde ocorrem diversos
passeriformes. Na vegetação emergente que orla o tanque pode ver-se o
pisco-de-peito-azul.
.
Fatbirder's Top 1000 Birding Websites
Melhor época: todo o ano

Distrito: Faro
Concelho: Faro
Onde fica: no sotavento, cerca de 2 km a leste de Faro; saindo desta cidade pela N125 e continuando na
direcção de Olhão, chega-se a uma rotunda onde tem uma saída para a direita com a indicaçao "acesso
local"; toma-se esta saída, passa-se a via férrea e segue-se por um caminho de terra até chegar a um
portão. Neste ponto deve-se estacionar e prosseguir a visita a pé.


Caso pretenda conhecer outros locais para observar aves nesta região, sugerimos: