avesdeportugal.info
© avesdeportugal.info - Todos os direitos reservados. Desenvolvido por CiberAjuda.com
Toutinegra-do-mato
Sylvia undata
Pequena ave insectívora que passa facilmente despercebida se não vocalizar, pois tende a viver
embrenhada nos matos e arbustos do nosso território, deixando-se apenas ver quando em voo ondulado
passa para outro arbusto.
Identificação
Trata-se de uma das mais pequenas toutinegras, caracterizada sobretudo pelo distintivo padrão
avermelhado-escuro das partes inferiores desde o bico até à cauda, bem visível nos machos. Possui ainda
características pintas brancas por debaixo do bico, partes superiores cinzento-azulado, e uma auréola
vermelha em torno do olho. As fêmeas possuem basicamente o mesmo padrão de coloração, mas mais
esbatido. O seu voo é ondulado, como se fosse bastante esforçado, com a sua cauda comprida a contrastar
com o corpo diminuto.
Onde observar

Pode ser vista sobretudo em zonas de matos densos, tanto em planície como em montanha.

Entre Douro e Minhoocorre em boas densidades na serra do Gerês, sendo este o melhor local de observação na
região.

Trás-os-Montesos melhores locais são o Douro Internacional, nomeadamente Miranda do Douro e Barca d’Alva, bem
como as serras de Montesinho, da Coroa e do Alvão.

Litoral centro pouco abundante nesta região, aconselhando-se a observação em zonas altas da região como as
serras de Sicó e Alvaiázere ou nos matagais do pinhal de Leiria.

Beira interiorpode ser observada no Tejo Internacional, na albufeira da Toulica, nas portas de Ródão e na serra da
Estrela, sendo este último o melhor local de observação. Ocorre também em boas densidades na serra de Montemuro
e na serra da Gardunha.

Lisboa e vale do Tejopode ser observada no cabo Espichel e no estuário do Tejo, especialmente nas passagens
migratórias e durante o Inverno. Também a zona do Agroal (Tomar) e a serra de Montejunto são bons locais para a sua
detecção. Ocorre também na vertente ocidental da serra de Sintra.

Alentejono Alto Alentejo, esta toutinegra pode ser observada na região de Nisa, enquanto que no Baixo Alentejo a
zona de Mértola é o melhor local de observação desta espécie, que também ocorre em Barrancos. Na faixa costeira a
espécie observa-se em sistemas dunares, como por exemplo na lagoa de Santo André.

Algarveo sapal de Castro Marim, o Ludo, a ria de Alvor e o cabo de São Vicente são os melhores locais para a
observação desta toutinegra nas passagens e durante o Inverno. No período reprodutor é muito escassa junto à costa,
mas pode ser vista com bastante facilidade nas serras do Caldeirão e de Monchique.
Fatbirder's Top 1000 Birding Websites
Abundância e calendário
A toutinegra-do-mato é um passeriforme abundante em algumas
regiões, sendo comum ao longo do território, com excepção de
algumas zonas do litoral e nas planícies abertas do Alentejo.
Sendo uma espécie residente, pode ser encontrada ao longo de
todo o ano, embora seja mais fácil de detectar durante a
Primavera, altura em que a actividade vocal se torna mais intensa.
.
Clique na seta para ouvir o canto da felosa-do-mato!