avesdeportugal.info
© avesdeportugal.info - Todos os direitos reservados. Desenvolvido por CiberAjuda.com
Pato-branco
Tadorna tadorna
Identificação
Grande pato, que na estrutura tem aspecto intermédio entre um pato e um ganso. Facilmente visível à
distância devido à brancura da sua plumagem. Os adultos têm a cabeça verde escura, que pode parecer
preta à distância, o bico vermelho vivo e uma banda peitoral castanha.
Abundância e calendário
Pouco comum e com uma distribuição muito localizada, o pato-branco é principalmente uma espécie
invernante, que pode ser observado de Novembro a Fevereiro. Ocorre com alguma regularidade nas
grandes zonas húmidas costeiras, sendo muito raro no interior do país. O sotavento algarvio, onde existe
uma pequena população nidificante, é a única região do país onde a espécie está presente durante a
Primavera.
Onde observar

Embora o pato-branco seja regular nos grandes estuários, o número de indivíduos parece flutuar
bastante de mês para mês e de ano para ano, havendo por isso ocasiões em que a espécie é
consideravelmente mais fácil de observar que noutras.

Entre Douro e Minho – raro nesta região, observa-se muito esporadicamente no estuário
do Cávado.

Litoral Centro - em anos recentes tem sido observado na ria de Aveiro, onde já foi
confirmada a sua nidificação.

Lisboa e Vale do Tejoo estuário do Tejo é o único local de ocorrência regular na região,
podendo ser visto no sítio das Hortas e nas lezírias da Ponta da Erva (marinhas da
Saragoça e EVOA).

Alentejoo pato-branco pode ser visto com regularidade no estuário do Sado,
principalmente junto ao sapal da Carrasqueira.

Algarvea reserva de Castro Marim é o principal local de ocorrência na região, sendo de
assinalar que a espécie tem nidificado neste local em anos recentes, podendo por isso
ser observada durante todo o ano. Também ocorre nas salinas de Tavira e de Olhão, nos
Salgados do Fialho e no Ludo.
Fácil de identificar à distância, este pato, bastante comum na maior parte da Europa, é surpreendentemente
escasso em Portugal, sendo muito raro fora dos seus três locais habituais de ocorrência.
Fatbirder's Top 1000 Birding Websites