avesdeportugal.info
© avesdeportugal.info - Todos os direitos reservados.
Sisão
Tetrax tetrax
Esta ave singular, com o seu pescoço negro e o seu voo assobiado, constitui um
ícone das planicies alentejanas.
Abundância e calendário
Globalmente pouco comum, embora possa ser localmente numeroso, o sisão
distribui-se sobretudo pelo Alentejo e por certas zonas do interior norte e centro,
junto à fronteira. Pertence ao grupo das chamadas aves estepárias, frequentando
principalmente campos de cereais e pastagens. É uma espécie essencialmente
residente, mas no Inverno pode formar bandos de até várias centenas de aves.
Onde observar

O sisão é mais comum nas planícies alentejanas.

Trás-os-Montespouco frequente, observa-se sobretudo ao longo do
Douro Internacional.

Litoral Centro - na zona de Peniche é frequente durante o mês de
Setembro, existindo registo de invernada nalguns anos; também já tem
sido observado em São Martinho do Porto.

Beira interior o planalto de Almeida e a campina de Idanha são os
melhores locais para ver esta espécie, que também se observa junto à
albufeira da Toulica.

Lisboa e vale do Tejopode ser visto unicamente nas lezírias da Ponta
da Erva, estuário do Tejo.

Alentejo é a melhor região para observar o sisão, que pode ser visto
com facilidade nas zonas de Alter do Chão, Elvas, Évora, Mourão, Moura,
Castro Verde e Mértola.

Algarveraro nesta região, os únicos locais onde aparece com alguma
regularidade são a reserva de Castro Marim e o cabo de São Vicente.
..
Fatbirder's Top 1000 Birding Websites
Identificação
Parece uma abetarda em miniatura. O macho nupcial identifica-se facilmente pelo
seu pescoço preto com riscas brancas. A fêmea é acastanhada. Em voo, ambos os
sexos apresentam uma enorme mancha branca nas asas. O macho tem uma das
primárias mais curta que as restantes, o que dá origem a um silvo característico
quando a ave voa.
.
Clique na seta para ouvir o canto do sisão!
Estatuto de conservação em
Portugal:

Vulnerável