avesdeportugal.info
© avesdeportugal.info - Todos os direitos reservados.
Andorinha-dáurica
Cecropis daurica *
O planar calmo da andorinha-dáurica, que
contrasta com o voo mais agitado das
outras andorinhas, transmite uma
sensação de tranquilidade. O seu ninho,
com um longo túnel de acesso, é muito
diferente do das outras andorinhas.
Sabe quando chegam as primeiras
andorinhas-dáuricas?
Veja as datas
aqui
Onde observar

O interior alentejano é, sem dúvida, a melhor região para observar esta andorinha.

Entre Douro e Minho - pouco frequente nesta região, ocorre em pequenos números na
serra da Peneda.

Trás-os-Montesno norte do país a espécie pode ser vista com facilidade no Douro
Internacional, por exemplo em Miranda do Douro e Barca d’Alva.

Litoral centro - a andorinha-dáurica é pouco comum nesta região, sendo a serra de Aire
um dos locais onde ocorre com regularidade.

Beira interior a andorinha-dáurica está presente nas zonas raianas do planalto de Riba
Côa, de Segura e do Tejo Internacional, podendo também ser vista localmente na serra da
Estrela.

Lisboa e Vale do Tejopode ser vista em Pancas (no estuário do Tejo) e na serra da
Arrábida. A norte de Lisboa é pouco frequente, mas tem sido vista com regularidade no
cabeço de Montachique.

Alentejo comum e bem distribuída, por toda a região; é mais numerosa na metade
oriental; alguns dos locais onde é frequente são: Alpalhão, barragem da Póvoa, Castelo de
Vide, Marvão, serra de São Mamede, Alter do Chão, ribeira do Divor, albufeiras de Montargil,
do Roxo e de Alqueva, e ainda as zonas de Elvas, Mourão, Barrancos, Mértola e Mina de São
Domingos.

Algarveobserva-se com mais facilidade nas zonas serranas do interior, podendo ser vista
regularmente nas serras de Monchique, do Caldeirão e do Espinhaço de Cão. No entanto,
também ocorre com regularidade nalguns locais junto à costa, como por exemplo no
planalto do Rogil, na Carrapateira, na Boca do Rio, na Ponta da Piedade, no paul de Lagos,
no estuário do Arade, na lagoa das Dunas Douradas, na Quinta do Lago, no caniçal de
Vilamoura e no sapal de Castro Marim.
Identificação
Esta andorinha identifica-se principalmente pelo tom dourado das partes inferiores e
do uropígio, que contrastam com o resto da plumagem preta. A cauda é fortemente
bifurcada. Distingue-se da
andorinha-das-chaminés pelo uropígio dourado e pela
ausência de mancha vermelha escura na garganta.

Abundância e calendário
A andorinha-dáurica é uma espécie estival, que geralmente pode ser observada em
Portugal de Março a Outubro. Embora ocorra de norte a sul do país, não é uma ave
muito abundante. De uma forma geral é mais numerosa na metade interior do
território, escasseando no litoral. Nidifica frequentemente por baixo de pontes e
viadutos.
Fatbirder's Top 1000 Birding Websites
* - Nota taxonómica - em muitos guias de campo esta espécie surge com o nome Hirundo daurica. A
alteração de género para
Cecropis decorre das recomendações emitidas pelo IOC e que estão
disponíveis para consulta
aqui. É de referir que nem todas as autoridades consideram esta alteração de
nome.
.
Clique na seta para ouvir o canto da andorinha-dáurica!
.
Identificação
de
andorinhas

São cinco as
espécies de
andorinhas que
podem ser vistas
em Portugal.

Para ficar a conhecer
melhor as várias
espécies, clique na
seta ao lado e veja a
nossa apresentação!
..
Estatuto de conservação em Portugal:

Pouco preocupante