avesdeportugal.info
© avesdeportugal.info - Todos os direitos reservados.
Calhandra-real
Melanocorypha calandra
O canto interminável e variado da calhandra-real, com as suas inúmeras imitações,
constitui um dos sons mais característicos das vastas planícies alentejanas.
Abundância e calendário
A calhandra-real é pouco abundante em Portugal, embora possa ser localmente
numerosa em zonas de habitat favorável. É uma espécie essencialmente residente,
que pode ser observada nos seus locais de reprodução durante todo o ano. No
Inverno, as calhandras-reais podem formar grandes bandos, associando-se por
vezes a outras espécies de cotovias.
Onde observar

Trás-os-Montesrara nesta região, pode ser vista em pequenos números na zona de
Miranda do Douro.

Beira interiorobserva-se no planalto de Riba Côa, na campina de Idanha e no Tejo
Internacional.

Lisboa e vale do Tejoas lezírias da Ponta da Erva e a vizinha zona de Pancas são os
únicos locais da região onde a espécie ocorre com regularidade.

Alentejoé, sem dúvida, a melhor região para observar a calhandra-real; as planícies de
Castro Verde são a zona onde é mais abundante, mas também pode ser vista no vizinho
concelho de Mértola e ainda nas zonas de Elvas, Alter do Chão, Évora, Mourão e Cuba.

Algarverara e possivelmente irregular; no passado era conhecida a sua ocorrência na
reserva de Castro Marim, mas em anos recentes não tem sido observada nesse local.
Fatbirder's Top 1000 Birding Websites
Identificação
Grande cotovia, maior que uma laverca, da qual se distingue pela grande mancha
preta no peito e, em voo, pela contra-asa escura orlada de branco na parte
posterior. As asas compridas e os batimentos relativamente lentos tornam o seu
voo bastante característico.
.
Clique na seta para ouvir o canto da calhandra-real!
Estatuto de conservação em Portugal:

Quase ameaçada