avesdeportugal.info
© avesdeportugal.info - Todos os direitos reservados.
Felosa-musical
Phylloscopus trochilus
Quando chega o final do Verão, Portugal é invadido por milhares de
felosas-musicais, em passagem para África. Esta espécie surpreende por ser
destemida e permitir aproximações por parte do observador.
Identificação
Semelhante à felosa-comum, distingue-se sobretudo pela lista supraciliar bem
marcada, das patas pálidas (alaranjadas) e pelo facto de possuir asas mais longas
com maior projecção das primárias. O dorso apresenta uma coloração
cinzento-esverdeado, e o peito e abdómen são claros com laivos de amarelo
(especialmente nos juvenis).

Abundância e calendário
Ocorre exclusivamente em passagem migratória. Durante a passagem outonal pode
ser uma espécie abundante, e observável numa grande variedade de habitats.
Ocorre de Agosto a Novembro, centrando-se o melhor período de observação  no
mês de Setembro. Pode também ser vista na passagem pré-nupcial, durante os
meses de Março e Abril, mas nesse período é bastante mais rara.
Onde observar

Trata-se de uma espécie nem sempre fácil de detectar visualmente, embora não seja muito tímida.
No entanto, assim que é detectada auditivamente, permite aproximações suficientes de modo a
ser detectada no meio da folhagem onde ocorre frequentemente.

Entre Douro e Minhoespécie relativamente comum durante a passagem outonal em
locais como o Parque da Cidade do Porto e o Pinhal do Camarido, no estuário do Minho.

Trás-os-Montespresente de uma forma dispersa durante a migração, poderá ser vista
em locais como a serra do Gerês e a albufeira do Azibo, assim como nas serras de
Montesinho e da Coroa.

Litoral centro pode ser observada com regularidade em locais como a lagoa de Óbidos, a
ria de Aveiro, o paul da Madriz e o paul do Taipal.

Beira interiordurante a passagem a sua presença não é muito evidente nesta região,
podendo ser encontrada no Tejo Internacional e na albufeira de Idanha. Ocasionalmente
também se observa na serra da Estrela.

Lisboa e vale do Tejoos melhores locais são o estuário do Tejo (por exemplo nas lezírias
da Ponta da Erva) e o cabo Espichel, sendo também regularmente observada em jardins da
cidade de Lisboa, assim como na lagoa de Albufeira e na serra da Arrábida. Por vezes
observa-se no Parque do Tejo.

Alentejoé frequente durante a passagem outonal na lagoa de Santo André e no estuário
do Sado. Também pode ser vista no cabo Sardão e na lagoa dos Patos.

Algarveos melhores locais são o cabo de São Vicente e o Ludo, assim como a ria de Alvor
e a Quinta do Lago, onde esta é uma espécie comum no final do Verão e no princípio do
Outono.
Sabe quando chegam
as primeiras felosas-musicais?
Veja as datas
aqui
Fatbirder's Top 1000 Birding Websites
.
Clique na seta para ouvir o canto da felosa-musical!