avesdeportugal.info
© avesdeportugal.info - Todos os direitos reservados.
Felosa-das-figueiras
Sylvia borin
É a mais “cinzentona” das toutinegras
portuguesas. Apesar de ser discreta e nem
sempre fácil de identificar, a felosa-das-
figueiras é um dos migradores de
passagem mais abundantes.
Identificação
De todas as espécies de toutinegras (género Sylvia), esta espécie é que apresenta
a plumagem menos contrastada, sendo por isso a mais “cinzentona”. É totalmente
castanha-acinzentada, destacando-se o olho preto e uma leve lista supraciliar. O
tamanho da ave é semelhante ao da
toutinegra-de-barrete-preto, sendo o seu
canto muito semelhante ao desta espécie.

Abundância e calendário
Como nidificante encontra-se restrita a algumas serras no extremo norte do
território; constrói o ninho em bosques de folhosas, podendo aí ser observada de
Maio a Julho. Durante a passagem aparece em qualquer habitat com árvores, sendo
particularmente frequente no litoral sul. O seu período de maior abundância dá-se
Onde observar

As serras do extremo norte (durante a Primavera) e as zonas junto à faixa costeira (no Outono)
são os locais que oferecem mais oportunidades para observar esta felosa.

Entre Douro e Minhopode ser observada na serra da Peneda.

Trás-os-Montesocorre nas serras do Gerês e de Montesinho durante a época
reprodutora.

Litoral centroobserva-se em passagem em diversos locais da região, especialmente junto
à faixa costeira, por exemplo no paul de Tornada e nos campos do Lis.

Lisboa e vale do Tejopode ser vista em na passagem outonal, sendo a serra da Arrábida
e o cabo Espichel os melhores locais para procurar esta espécie.

Alentejoocorre unicamente durante a passagem migratória, sendo a lagoa de Santo
André um dos locais onde pode ser observada com regularidade.

Algarveé comum como migradora de passagem, nomeadamente na ria de Alvor e no  
cabo de São Vicente.
Sabe quando chegam
as primeiras felosas-das-figueiras?
Veja as datas
aqui
Fatbirder's Top 1000 Birding Websites
na passagem migratória pós-nupcial (que vai de
meados de Agosto a princípios de Novembro)
sendo a espécie por vezes muito numerosa,
particularmente no mês de Setembro.
Ocasionalmente também se observa na passagem
primaveril (finais de Abril e princípios de Maio),
estando a sua ocorrência associada a ventos de
leste.
.
Clique na seta para ouvir o canto da felosa-das-figueiras!
Estatuto de conservação em Portugal:

Vulnerável