avesdeportugal.info
© avesdeportugal.info - Todos os direitos reservados. Desenvolvido por CiberAjuda.com
Ponta da Piedade
Perto de Lagos, a costa rochosa forma um importante promontório,
que tem o nome de Ponta da Piedade. Para além de constituir um
bom local para observar aves marinhas, este é um bom local para ver
a
gralha-de-nuca-cinzenta e um dos poucos locais em Portugal onde
ainda se pode observar o
pombo-das-rochas em estado selvagem.
Visita:
A visita é feita a pé a partir do parque de estacionamento. Sugerem-se dois percursos de visita: o percurso
do farol e o percurso do planalto.

Percurso do farol
Saindo do parque  contornando o farol pelo lado esquerdo. A atenção deve ser concentrada nas escarpas e
nos vários ilhéus que rodeiam a zona. A primeira ave que salta à vista é a omnipresente
gaivota-argêntea,
que nidifica nos ilhéus e pode ser observada durante todo o ano. No Outono e no Inverno também é habitual
verem-se alguns
corvos-marinhos-de-faces-brancas.
Uma das especialidades que pode ser facilmente encontrada neste local é a
gralha-de-nuca-cinzenta.
Apesar de esta espécie ser hoje muito menos abundante do que o era há vinte anos atrás, não é difícil
observá-la: geralmente pousa nas escarpas e nos ilhéus ou então voa por sobre os terrenos nas
imediações do farol. Outra espécie característica das escarpas é o
pombo-das-rochas (o parente selvagem
do pombo-doméstico), que é bastante comum na zona, embora a diversidade de plumagens das aves que
aqui ocorre leve a crer que tenha havido mistura genética com aves de origem doméstica. O
melro-azul
ocorre nas escarpas, embora não seja muito abundante e seja necessária alguma paciência para o
conseguir ver. O
estorninho-preto e o rabirruivo-preto são outras espécies habitualmente observadas neste
local.
Durante a Primavera, alguns dos ilhéus são ocupados por várias centenas de casais de garças,que
escolheram este local para instalar a sua colónia, nomeadamente
garças-boieiras e
garças-brancas-pequenas.
Se pretender observar aves marinhas, deverá chegar ao local logo ao nascer do sol, concentrando a atenção
no mar e procurando identificar as aves que passam ao longo da costa. No Inverno as espécies mais
frequentes são o ganso-patola e o moleiro-grande, mas nas épocas de migração podem aparecer outras
espécies.

Percurso do planalto
Os terrenos junto à estrada que conduz ao farol são frequentados por diversos passeriformes e um
percurso por esta zona permite geralmente observar várias espécies de aves. A melhor opção será efectuar
um percurso circular, saindo do parque de estacionamento para oeste e seguindo o trilho que existe ao
longo das arribas. Aqui também é possível ver o
pombo-das-rochas e a gralha-de-nuca-cinzenta. Do lado
direito do trilho estendem-se zonas de ervas e arbustos, onde ocorre várias espécies de passeriformes.
Entre as mais comuns, e que podem ser vistas todo o ano, refiram-se: o
melro-preto, a fuinha-dos-juncos, a
toutinegra-de-cabeça-preta, a pega-azul, o verdilhão, o pintarroxo e o trigueirão. Na Primavera, este local é
frequentado por um grande número de
andorinhões-pálidos e andorinhões-pretos e, por vezes, vê-se um
picanço-barreteiro ou uma andorinha-dáurica.
Melhor época: Setembro a Maio

Distrito: Faro
Concelho: Lagos
Onde fica: no barlavento algarvio, cerca de 2 km a sul de Lagos. O acesso é feito a partir do centro de Lagos,
seguindo as setas para a Ponta da Piedade. É possível estacionar no final da estrada, junto ao farol.


Caso pretenda conhecer outros locais para observar aves nesta região, sugerimos:
As escarpas junto à Ponta da Piedade são frequentadas pelo rabirruivo-preto e pelo pombo-das-rochas "selvagem"
Fatbirder's Top 1000 Birding Websites
A Ponta da Piedade
é uma
ZPE (Zona
de Protecção
Especial para a
Avifauna)
.

Para saber mais
clique
aqui.