avesdeportugal.info
© avesdeportugal.info - Todos os direitos reservados. Desenvolvido por CiberAjuda.com
Planalto do Rogil
Contrastando com a paisagem acidentada que domina uma grande
parte da costa vicentina, o planalto do Rogil preenche a maior parte da
faixa costeira entre a ribeira de Odeceixe, a norte, e a ribeira de Aljezur, a
sul. A paisagem é composta por um misto de terrenos agrícolas e
florestais. Aqui é possível encontrar várias espécies de aves que são
relativamente escassas no resto do Algarve.
Visita:
A zona mais interessante situa-se a oeste da estrada nacional 120, em direcção ao mar. Existe uma rede de
estradas municipais pouco transitadas, bem como de caminhos nao asfaltados, que permitem explorar a
área. A paisagem é composta por parcelas agrícolas e por alguns bosquetes, especialmente de
pinheiro-bravo - estes bosquetes situam-se maioritariamente na metade norte da zona considerada.

Entre as espécies que se pode esperar encontrar nesta área merece destaque
a petinha-dos-campos,
espécie pouco comum no Algarve e que pode ser encontrada nas zonas abertas, durante a Primavera. Outra
curiosidade do planalto do Rogil é a ocorrência regular da
gralha-preta, que tem aqui o seu único núcleo
estável em todo o Algarve - a espécie é relativamente fácil de encontrar nesta área, em especial nos terrenos
abertos ou na orla de bosquetes.

Outras espécies de aves residentes que podem ser habitualmente encontradas nas zonas abertas são a
fuinha-dos-juncos, o trigueirão, o pintarroxo, o picanço-real e o picanço-barreteiro. No Inverno ocorre
igualmente a
petinha-dos-prados.

Nos pequenos bosquetes é possível encontrar diversas espécies de aves florestais - entre as mais
interessantes refiram-se o
pica-pau-malhado-grande, a trepadeira-comum, a trepadeira-azul, o
chapim-de-poupa e a escrevedeira-de-garganta-preta. Como acontece em qualquer zona florestal, o recurso
à audição é útil para ajudar a localizar as aves.

No que diz respeito às aves de rapina, as mais frequentes são o
bútio-comum e o peneireiro-vulgar, mas
não é raro encontrar por aqui o
peneireiro-cinzento, muitas vezes poisado sobre um poste, por isso vale a
pena inspeccionar todos os postes e linhas aéreas com atenção. A
águia-cobreira ocorre durante a
Primavera e pode ser vista a caçar sobre os terrenos abertos.

A maioria das espécies referidas ocorre um pouco por toda a zona. De modo a permitir encontrar mais
espécies sugere-se a visita a três áreas distintas - estas são referidas de acordo com um percurso
efectuado no sentido sul-norte, a partir de Aljezur.

Na parte mais a sul do planalto encontramos a
Lagoa do Boi. Este topónimo corresponde a uma lagoa
temporária que aqui existe. A área envolvente é relativamente desarborizada e é frequentada por diversas
espécies de aves típicas de zonas abertas.

Alguns quilómetros a norte surge o
Rogil, a localidade mais importante da zona e sede de freguesia. A partir
desta localidade existem diversas pequenas estradas para oeste, que permitem explorar a parte central do
planalto. Uma pequena estrada para oeste conduz à
Praia do Vale dos Homens, onde existem curiosos
ninhos de
cegonha-branca construídos em escarpas sobre o mar. Neste local também é habitual a
gaivota-argêntea e, no Inverno, o corvo-marinho-de-faces-brancas.

De novo na N120 e alguns quilómetros para norte do Rogil, já perto de Odeceixe, surge
Maria Vinagre. A
paisagem não é muito diferente da que encontramos na zona do Rogil, mas a zona é mais arborizada que
os locais anteriores, sendo por isso esta a zona mais indicada para procurar aves florestais.
No planalto do Rogil os terrenos abertos partilham o espaço com pequenos bosquetes de pinheiro-bravo.
Fatbirder's Top 1000 Birding Websites
Melhor época: Inverno e Primavera

Distrito: Faro
Concelho: Aljezur
Onde fica: no extremo noroeste do Algarve, alguns quilómetros a norte de Aljezur. O acesso é feito pela
estrada nacional 120, que liga Sines a Lagos, passando por Aljezur.


Caso pretenda conhecer outros locais para observar aves nesta região, sugerimos: