avesdeportugal.info
© avesdeportugal.info - Todos os direitos reservados.
Pilrito-de-temminck
Calidris temminckii
Encontrar esta pequena limícola de patas amarelas no meio da vegetação aquática,
é como encontrar agulha num palheiro.
Identificação
Semelhante ao pilrito-pequeno. Tal como este, possui como este bico curto e
afilado, dorso castanho-acinzentado e cabeça escura. Apresenta dimensões
pequenas quando comparado, por exemplo, com o
pilrito-comum. Apresenta o
peito com um babete escuro e patas amarelas, sendo estas as principais
características que o distinguem das restantes espécies.

Abundância e calendário
O pilrito de Temminck é, sobretudo, um migrador de passagem, mas também
ocorre como invernante. O número de registos existentes é bastante escasso.
Parece ser mais frequente durante a migração outonal e as melhores oportunidades
de observação surgem entre Setembro e Novembro, quando pode ser encontrado
em zonas lacustres com vegetação rasteira, arrozais, várzeas alagadas ou pauis.
Onde observar

Não se conhecem locais onde a sua observação possa ser dado com certa, mas
o seu aparecimento parece ser regular nalgumas zonas húmidas do sul do país.

Lisboa e vale do Tejo –  esta espécie já foi localizada nos Arrozais da
Giganta (Ponta da Erva) e no paul da Barroca.

Alentejoeste pilrito pode ocorrer no estuário do Sado, na lagoa de
Santo André, e na lagoa dos Patos.

Algarveaqui situam-se alguns dos locais com maior número de
registos, como a reserva de Castro Marim, o Ludo ou a lagoa dos
Salgados.
Fatbirder's Top 1000 Birding Websites