avesdeportugal.info
© avesdeportugal.info - Todos os direitos reservados.
Sítio das Hortas (Alcochete)
O Sítio das Hortas é um dos locais mais
acessíveis do
estuário do Tejo, sendo um local
privilegiado para observação de limícolas e de
outras aves aquáticas, incluindo algumas
espécies pouco frequentes em Portugal.
Visita:
Antes de visitar o Sítio das Hortas, é aconselhável consultar a hora da maré, uma
vez que o número de aves aquáticas neste local varia fortemente com o ciclo das
marés (a informação está disponível em
www.hidrografico.pt). A preia-mar deve ser evitada, pois a essa hora há poucas
aves aquáticas no local. Na maré-baixa, as aves estão geralmente espalhadas pelo
estuário e por vezes estão muito longe (especialmente durante as marés-vivas),
sendo difíceis de ver bem. Assim, a melhor hora para ver aves no Sítio das Hortas é
durante a enchente (três a quatro horas depois da baixa-mar) ou na vazante (duas
a três horas depois da preia-mar).

O melhor ponto de observação situa-se em frente ao
pólo de animação
ambiental
(este pólo apenas está aberto ao fim-de-semana, das 14 às 18 horas;
durante a semana apenas abre a pedido, sendo necessário contactar a Câmara
Municipal de Alcochete através do e-mail geral@cm-alcochete.pt - mais informação
nesta página). É recomendável permanecer aqui durante uma hora ou mais,
observando os movimentos das aves, pois isso permitirá detectar um maior número
de espécies. A plataforma de madeira que existe sob as árvores constitui um bom
local de observação.

As limícolas formam geralmente o grupo maioritário entre as aves presentes no local.
A faixa mais próxima, entre o ponto de observação e a água, onde durante a maré
baixa há alguns barcos encalhados, é geralmente frequentada por limícolas de
pequeno ou médio porte, como a
rola-do-mar, o borrelho-grande-de-coleira, a
tarambola-cinzenta, o perna-vermelha-comum ou o perna-verde. Durante as
épocas de passagem migratória, a partir de meados de Agosto, também é habitual
ver-se o
maçarico-galego.

Para além das limícolas, podem aqui ser observadas diversas outras espécies de
aves aquáticas. A margem da Ribeira das Enguias, que aqui desagua, é utilizada
como zona de alimentação por pequenos bandos de
marrequinhas e, por vezes, por
algum
colhereiro. As garças tambem marcam geralmente presença, podendo ver-se
a
garça-real e a garça-branca-pequena.
No Inverno juntam-se aqui bandos de
patos-brancos, fazendo deste local um dos
melhores do país para observar esta espécie.
Os
flamingos estão quase sempre presentes no estuário e podem ser vistos a partir
deste local, embora muitas vezes sejam vistos a grande distância.

Em redor do local existem algumas árvores que são frequentadas pela
rola-turca,
pelo
estorninho-preto e pelo pardal-comum.
Do outro lado da estrada há uma pequena charca rodeada por densa vegetação.
Neste local é possível ver o
guarda-rios e o rouxinol-bravo.
Fatbirder's Top 1000 Birding Websites
Melhor época: Janeiro a princípios de Maio; meados de Agosto a Dezembro.

Distrito: Setúbal
Concelho: Alcochete
Onde fica: na margem sul do estuário do Tejo, cerca de 2 km a leste da vila de
Alcochete. Para quem vem de Lisboa, o acesso é feito pela ponte Vasco da Gama e
depois pelo IC3, seguindo as indicações de Alcochete; passa-se o complexo
comercial “Freeport” e depois a bomba de gasolina “Galp", virando-se à direita logo
à seguir a esta pela Estrada das Hortas. O Sítio das Hortas fica cerca de 1 km à
frente, dispondo de parque de estacionamento gratuito.


Caso pretenda conhecer outros locais para observar aves nesta região, sugerimos: